Última hora

Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa testa positivo à Covid-19 mas está assintomático

12 Janeiro 2021
Presidente da República Marcelo Rebelo de Sousa testa positivo à Covid-19 mas está assintomático
País
0

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, teve um teste positivo de diagnóstico ao novo coronavírus, mas está assintomático, e cancelou toda a sua agenda para os próximos dias.
“Tendo o Presidente da República testado negativo ontem, e apesar do teste antigénio de hoje ser negativo, soube-se agora, às 21:40, que o teste PCR deu positivo”, lê-se numa nota publicada no portal da Presidência da República na Internet.
Segundo a mesma nota, o chefe de Estado, “que está assintomático” comunicou esta situação “ao presidente da Assembleia da República, ao primeiro-ministro e à ministra da Saúde e, encontrando-se a trabalhar em Belém, aí ficou e ficará em isolamento profilático na zona residencial, aguardando o inquérito epidemiológico”.
“Cancelou toda a agenda para os próximos dias, a começar com sessão com os peritos no Infarmed e a audição dos partidos políticos previstas para amanhã [terça feira]”, acrescenta-se na nota.
O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, tornou-se esta segunda feira o mais recente chefe de Estado infetado com Covid-19, depois de outros, como Emmanuel Macron, Boris Johnson, Igor Matovic, Donald Trump, Alberto do Mónaco, Carlos de Inglaterra ou Jair Bolsonaro terem contraído e superado a doença.
Desde que o primeiro caso de contágio por Covid-19 foi diagnosticado, em março de 2019, Portugal teve 489.293 casos confirmados e 7.925 mortes relacionadas com a doença.
Desde o início da epidemia de Covid-19 em Portugal morreram 4.131 homens e 3.794 mulheres com a doença, a maior parte com idades acima dos 80 anos.
Em Portugal, o Estado de Emergência, decretado em 9 de novembro de 2020 para combater a doença Covid-19, tem vindo a ser renovado e prevalece até ao próximo dia 15 de janeiro.
A pandemia de Covid-19 já provocou pelo menos 1.944.981 óbitos resultantes de mais de 90 milhões de casos de infeção em todo o mundo, mas há registo de pelo menos 64.920.137 pessoas recuperadas da doença.