Última hora

Governo prevê investir 4 M€ em dragagens em 2021 e Vila do Conde e Póvoa de Varzim na lista

13 Janeiro 2021
Governo prevê investir 4 M€ em dragagens em 2021 e Vila do Conde e Póvoa de Varzim na lista
Local
0

O Governo de Portugal prevê investir quatro milhões de euros em dragagens este ano, em linha com o valor aplicado no ano anterior, anunciou esta terça feira o Ministro do Mar, Ricardo Serrão Santos.
“Para 2021 temos previstos também quatro milhões de euros para dragagens”, avançou o governante, em resposta aos deputados, numa audição parlamentar na comissão de Agricultura e Mar.
Por sua vez, a Secretária de Estado das Pescas, Teresa Coelho, precisou que, a Norte, estão previstas dragagens em Viana do Castelo, Vila Praia de Âncora, Esposende, Póvoa do Varzim e Vila do Conde.
O Ministério do Mar anunciou em março de 2020 a intenção de, nos próximos três anos, dragar 275 mil metros cúbicos de inertes no porto de pesca da Póvoa de Varzim.
Numa nota enviada, a tutela diz que a intervenção faz parte do Plano Plurianual de Dragagens 2018-2020, elaborado pelo Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC), que “define os volumes a dragar nos vários portos de pesca, entre eles o porto da Póvoa de Varzim”.
O Ministério do Mar informou, ainda, na altura, que “têm sido feitas dragagens para repor a cota de serviço no porto da Póvoa de Varzim, de forma a garantir a segurança dos pescadores e das embarcações”, e reconhece que esta infraestrutura “pela sua configuração e condições de hidrodinâmica tem necessidades anuais de dragagem”.
No mesmo texto, o Ministério vincou que em “2019 se efetuaram operações de dragagens, no montante de 492.450 euros” no porto de pesca da Póvoa de Varzim, lembrando que caso essa intervenção não tivesse sido feita “teria como consequência provável o encerramento da barra do porto por falta de condições de segurança”.
O plano plurianual de intervenções, programado para três anos, no porto de pesca da Póvoa de Varzim contempla, segundo o Ministério do Mar, que em 2020 sejam dragados 75.000 m3 de inertes, em 2021 125.000 m3 e em 2022 75.000 m3.
Já na região Centro estão previstas dragagens em São Martinho do Porto, Peniche, Ericeira e Nazaré, assim como reabilitações dos quebra-mares Sul e Norte nazarenos.
Em 2020, os investimentos em dragagens fixaram-se também em quatro milhões de euros.
Já entre 2016 e 2018, as dragagens implicaram cerca de 20 milhões de euros de investimento.