Última hora

Período crítico de incêndios em Portugal alargado até 31 de outubro

25 Outubro 2017
Período crítico de incêndios em Portugal alargado até 31 de outubro
País
0

O período crítico no âmbito do Sistema de Defesa da Floresta Contra Incêndios foi alargado até ao dia 31 de outubro, por força das circunstâncias meteorológicas excepcionais.
“Temperaturas com valores acima do que é padrão para a época, uma baixa probabilidade de ocorrência de precipitação e níveis muito elevados de valores acumulados de severidade meteorológica diária, fazem prever uma manutenção do risco de incêndios em níveis elevados”, refere um comunicado do gabinete do secretário de Estado das Florestas e do Desenvolvimento Rural, Miguel Freitas.
O país enfrenta um período preocupante, com mais de 80% do território continental em seca severa. Conhecendo-se as consequências nefastas desta situação, que se tem prolongado outono dentro, estas não são, de facto, boas notícias. De acordo com as previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), os próximos dias vão continuar quentes e secos, com as temperaturas a atingirem máximas que ultrapassam a barreira dos 30º Celsius.
Os meios de combate estão reduzidos com a entrada da fase “Delta”, que termina a 31 de outubro, mobilizando 5518 elementos e até 1307 veículos e dois aviões.
Durante o período crítico de incêndios florestais é proibido, nos espaços florestais ou agrícolas, “fumar, fazer lume ou fogueiras, fazer queimas ou queimadas, lançar foguetes e balões de mecha acesa, fumigar ou desinfestar apiários, salvo se os fumigadores estiverem equipados com dispositivos de retenção de faúlhas, fazer circular tratores, máquinas e veículos de transporte pesados que não possuam extintor, sistema de retenção de fagulhas ou faíscas e tapa chamas nos tubos de escape ou chaminés”.
As coimas previstas na Lei para as infrações referidas vão desde os 140€ a 5000€, no caso de pessoa individual, e de 800€ a 60000€, no caso de pessoas coletivas.
Durante este período devem ser asseguradas as medidas especiais de prevenção contra incêndios florestais.